O tão popular hemograma, o que é e para que serve??
-Estamos falando de um dos exames mais pedidos, O Hemograma.
O hemograma apesar de não ser um exame específico, retém muitas informações
importantes, principalmente sobre os 3 principais grupos de células do nosso sangue,
produzidos pela medula óssea:
-Células brancas: São os leucócitos, basicamente responsáveis pelo nosso sistema de defesa
imunológica.
-Células vermelhas: São responsáveis pelo transporte de gases e nutrientes no nosso sangue,
principalmente o Oxigênio!
-Plaquetas: Células integrantes do nosso sistema de coagulação, responsável por cessar
sangramentos.
Em resumo, as alterações evidenciadas no hemograma são aquelas produzidas por desordens
que interferem no bom funcionamento ou até mesmo na produção dessas células citadas
acima. Como é o caso da anemia, infecções bacterianas ou virais, reações alérgicas, alguns
tipos de parasitoses intestinais, hemorragias e até mesmo Leucemias.

Como é realizado?
O exame é feito através de uma amostra de sangue coletada do paciente onde se realizará
uma análise que avaliará essas células de acordo com valores de referência padrões e pelas
suas características e morfologias.

Como é interpretado?
Dependendo do tipo de alteração e do grupo de célula atingindo, o médico, juntamente com a
avaliação clínica e exames correlatos, consegue diagnosticar o tipo de doença e escolher a
conduta necessária para o tratamento do paciente. Como por exemplo:
– Baixos níveis de células vermelhas, em especifico a hemoglobina, um dos parâmetros
medidos no hemograma, podem indicar algum tipo de anemia, principalmente se
correlacionado com sintomas como a fadiga, cansaço e palidez.
-Altos níveis de células brancas, os leucócitos, juntamente com sintomas de estágios febris,
podem indicar algum tipo de infecção.
-Baixos níveis muito baixos de plaquetas, acompanhados por machas na pele, chamadas de
petéquias, podem ser um indicativo de dengue hemorrágica.
Como podemos perceber, o Hemograma pode nos fornecer diversas informações sobre o
estado de saúde do paciente e confirmar muitas suspeitas clínicas. É um grande aliado do
médico e uma ferramenta importantíssima para a detecção de desordens da saúde!

Preparação para a coleta do hemograma:

-Não é necessário que se faça jejum após refeições leves. É importante informar os
medicamentos em uso.